Diretor Técnico Sérgio Rogério Skrobot R.Q.E. 2950 | CRM 1775

Infecção Urinária (Cistites bacterianas)

Infecção Urinária (Cistites bacterianas)
Existem mulheres que possuem predisposição ao desenvolvimento de infecções urinárias (cistites). Não se sabe ao certo as razões dessa predisposição mas parece estar relacionada a falhas nas defesas naturais da bexiga ao ataque bacteriano (falta de anticorpos na luz vesical, falha nos mecanismos naturais de defesa da bexiga como pH, camadas protetoras intravesicais…)
Essas pacientes desenvolvem quadros de cistite (dor uretral intensa à micção, micções freqüentes e em pequenas quantidades, urgência miccional e às vezes, sangramento urinário) com muita frequência. O termo Infecções Urinárias de repetição se aplica a quem tem três ou mais infecções ao ano.
A infecção urinária é a presença de bactérias, fungos, vírus ou microorganismos em qualquer parte do trato urinário (uretra, bexiga, ureter e rins). Se não tratada da forma adequada, pode provocar complicações.
O tratamento é feito com antibióticos e uma investigação (ultra-som e R.X.) é fundamental para saber a causa da infecção.
Um dos hábitos mais importantes para prevenir as infecções é beber bastante água, não reter a urina por longos períodos, urinar após as relações sexuais, evitar roupas íntimas muito justas e confecionadas com materiais sintéticos. A critério do Urologista pode ser necessário corrigir as perdas urinárias, manter um antibiótico em dose menor por longos períodos, ou fazer uso de uma espécie de “vacina” contra a bactéria mais comumente encontrada nos casos de infecções.