Diretor Técnico Sérgio Rogério Skrobot R.Q.E. 2950 | CRM 1775

Litotripsia Extracorpórea por Ondas de Choque (LEOC)

A Litotripsia extracorpórea com ondas de choque (LECO) é uma modalidade terapêutica não invasiva utilizada no tratamento de cálculos renais e ureterais  desenvolvida no início dos anos 1980 na Alemanha, e introduzida no Brasil, na prática urológica em 1985.
Consiste basicamente na fragmentação de cálculos por meio de ondas acústicas de alta intensidade e baixa frequência, dirigidas ao cálculo a partir de uma fonte de energia externa ao paciente. Atualmente, essa técnica é o tratamento de primeira linha para cálculos renais menores de 2 cm, com eficácia de até 90% na fragmentação. Alguns fatores, tais como obesidade, localização do cálculo e anatomia renal podem influenciar em seus resultados.
Apresenta a vantagem de ser um procedimento não invasivo(não é necessário corte) e seguro. A taxa de complicações é muito baixa.