Diretor Técnico Sérgio Rogério Skrobot R.Q.E. 2950 | CRM 1775

Reversão de vasectomia

Nos últimos anos, as técnicas de microcirurgia avançaram significativamente, de modo que a reversão de algo que um dia se pensou tratar-se de uma esterilização permanente (vasectomia), agora é possível. A reversão da vasectomia, que repara uma seção cirurgicamente removida dos canais deferentes é chamada de vasovasostomia. É uma operação rápida, usualmente durando menos do que 3 horas, realizada ambulatorialmente. Os pacientes recebem analgésicos leves e antibióticos no pós-operatório e podem voltar a trabalhar após uns poucos dias. A reversão é evidentemente o procedimento mais fisiológico: um procedimento único que possibilita diversas gestações subseqüentes, enquanto as técnicas de reprodução assistida consistem em várias tentativas para a obtenção de uma única gestação . Nos casos de falhas na tentativa de reversão, ou mesmo por opção do paciente, a gravidez pode ser obtida por reprodução assistida.
Na relação custo-benefício, a reversão também é mais vantajosa do que a reprodução assistida, pois tem menor custo e menor risco à mãe, à família e às gerações futuras.