Diretor Técnico Sérgio Rogério Skrobot R.Q.E. 2950 | CRM 1775

Vasectomia (Cirurgia Esterilizadora Masculina)

Vasectomia (Cirurgia Esterilizadora Masculina)

A vasectomia ou deferentectomia é a cirurgia de esterilização masculina. É o método contraceptivo a longo prazo mais eficiente que existe, e está entre as opções mais seguras para o planejamento familiar.
Realizada de forma ambulatorial, sem necessidade de internação hospitalar e através de anestesia local. São realizadas duas incisões cutâneas escrotais laterais, de aproximadamente 1cm cada, através das quais se disseca, secciona e amarra-se as extremidades dos ductos deferentes.
Os ductos deferentes são os condutos que servem de caminho para o transporte dos espermatozoides produzidos nos testículos e liberados na uretra posterior através do ducto ejaculatório. Com a vasectomia o transporte dos espermatozoides é interrompido, sem, entretanto, afetar sua produção que ocorre nos testículos.
O volume de sêmen ejaculado permanece o mesmo, pois os espermatozoides compreendem menos de um por cento de todo o material ejaculado. Esteé composto principalmente por secreções prostáticas e das vesículas seminais.
A taxa de complicação da vasectomia é muito baixa, e restringe-se a problemas locais e transitórios na imensa maioria dos casos. Disfunção erétil e alteração da libido não são complicações da vasectomia.
Através do espermograma (exame laboratorial) confirmamos o sucesso da cirurgia. Realizado após 45 dias da vasectomia, o esperma ejaculado não deve conter nenhum espermatozoide em sua análise microscópica.

Para a realização da vasectomia o homem deve ter no mínimo 25 anos de idade e pelo menos dois filhos, conforme a Lei nº 9.263, de 12 de janeiro de 1996.